Colônia Cecília Seria um exemplo a seguirmos? - Olho Solitário
Navigation

Colônia Cecília Seria um exemplo a seguirmos?

colônia cecília, anarquia, Brasil, historia, liberdade, nova orden

Colônia Cecília foi uma comuna experimental baseada em premissas anarquistas. A Colônia foi fundada em 1890, no município de Palmeira, no estado do Paraná, por um grupo de libertários mobilizados pelo jornalista e agrônomo italiano Giovanni Rossi (1859-1943).

A fundação da Colônia Cecília foi a primeira tentativa efetiva de implantação do ideário anarquista no Brasil (1889). Rossi, ideólogo e escritor anarquista, adepto da "acracia"nota  , foi instigado pelo músico brasileiro Carlos Gomes a procurar D. Pedro II com o propósito de instaurar uma comunidade capaz de propulsionar um "novo tempo", uma utopia baseada no trabalho, na vida e no amor libertário.

Interessado na colonização do Brasil, D. Pedro II atendeu o pedido e escreveu ao Rossi oferecendo as terras a serem ocupadas pelos italianos (300 alqueires na região meridional brasileira). A doação, de fato, não aconteceu: logo depois da oferta pelo Imperador foi instaurada a República brasileira, que não reconheceu concessões de terras outorgadas pelo império deposto a estrangeiros. Rossi não desistiu. Comprou as terras por meio da "Inspetoria de Terras e Colonização". O Brasil recebeu uma grande quantidade de imigrantes, principalmente italianos, no final do século XIX. Se na Itália a condição de vida no campo fundamentou a emigração, aqui, tanto nas fazendas de café como nos núcleos coloniais a realidade não era muito diferente, e era distante de um processo de caráter inovador: o imigrante se inseria no Brasil como proletário em potencial. Foi nesse meio social que o anarquismo se propagou no Brasil.

A vida na Colônia

Os primeiros colonos chegaram em 1890 e construíram um barracão coletivo que instalava, provisoriamente, as famílias para, em seguida, cada uma tratar de construir a sua própria casa. Nessa época, o contingente populacional na Colônia Cecília era de quase trezentas pessoas, inclusive o próprio Rossi.
Ao final de 1891, a explosão populacional superava a estrutura disponível: 20 casas de madeira e um barracão comunitário. A lavoura, a pecuária não produziam o suficiente para a subsistência dos colonos, grande parte de origem operária e sem conhecimentos agrícolas para implementar uma produção em maior escala. 

O primeiro obstáculo enfrentado pelo núcleo anarquista foi o modo de organizar o trabalho. Aos artesãos, foram designadas tarefas semelhantes às que já realizavam. Mas quanto aos lavradores, Giovanni Rossi já pressentira que encontrariam dificuldades em razão da diferença entre o solo brasileiro e o italiano.Ao concluírem a construção das habitações coletivas e individuais e dividirem racionalmente o trabalho entre os 150 colonos, eles se depararam com um fato real: o milho, que era ideal para aquela região, não nasce do dia para a noite. Com o dinheiro que trouxeram conseguiram subsistir, comprar mantimentos, instrumentos para a lavoura e sementes. Contudo, viram-se obrigados a procurar por outras atividades para delas tirar seu sustento até que pudessem viver tão somente de sua lavoura. Alguns se ocupavam da plantação enquanto outros trabalhavam em obras do governo.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/

A Colônia Cecília é sem duvida uma nobre e necessária utopia de "liberdade" onde sonhar é possível e o trabalho e a resistência é uma das principais formas de viabilizar o sonho em realidade. Vivemos momentos cruciais em dias atuais. O sistema globalista nos quer apenas como seus meros carregadores de fardos onde nós o elevamos e os enriquecemos cada vez mais com nosso próprio sangue.
Qual sentimento encheio a mente de Giovanni Rossi a ponto de ousar ser diferente, fazer diferente através do próprio esforço reunir pessoas afim de sonhar e viver em liberdade? Esse sentimento é algo gigantesco que esta em todas as pessoas é uma sitônia que já nascemos dentro de nossos corações, A liberdade algo que não podemos apontar para nenhum partido politico ou qualquer organização, faz parte de nossas vidas é uma busca visceral que surge com maior força quando tentam nos tirar, seja por falta de fé ou descrença em nós mesmos na capacidade de sermos melhores e sonhamos com uma vida melhor limpa sem artifícios e mentiras.  A mentira não é mais forte que a verdade. mais é mais propagada entre nós. Sejamos paladinos da nossa historia defendendo o que de fato é melhor para nossas vidas a liberdade.
Um mundo para todos não significa necessariamente termos um único governo, podemos ser unidos com nossas diferenças e culturas e buscarmos uma convivência que almeje o respeito mutuo a às nações. Governo único é moradia do anticristo e meta alcançada pela nova ordem do mal. Questionar é preciso para que haja verdade. para maiores informações segue o link para baixar o PDF do livro A Verdadeira história da Colônia Cecília de Giovanni Rossi escrito por Isabelle Felici.

Share

Lúcio Soares

Gosto de pesquisar sobre variados assuntos e principalmente aqueles que a grande mídia não divulga. Desde o inicio com o Blog Olho Solitário tenho aprendido muito e sei que na busca da verdade não estamos sozinhos.

O que achou? Comente aqui:

0 comentários:

Aqui você é livre para comentar. Obrigado pela visita!