Corpo de menina de 11 anos que estava desaparecida é encontrado na cidade de Lajedinho. - Olho Solitário
Navigation

Corpo de menina de 11 anos que estava desaparecida é encontrado na cidade de Lajedinho.

tragédia, Lajedinho, desaparecidos, chuvas, UEFS

A cidade está em estado de calamidade pública por conta das chuvas, que além das mortes destruíram a cidade quase que totalmente. As outras dezesseis vítimas já foram enterradas nesta segunda-feira

O governador da Bahia, Jaques Wagner, e o ministro da Integração Nacional, Francisco José Coelho Teixeira, foram para Lajedinho na tarde de ontem para acompanhar a situação. Segundo a Secretaria de Comunicação do Estado (Secom), 202 casas foram destruídas e 840 pessoas estão desabrigadas.

Os desabrigados estão alojados em escolas públicas. Nem o prefeito da cidade Antônio Mário escapou dos efeitos do temporal. Ele teve sua casa destruída por dentro. “Perdi móveis, roupas, tudo. A casa ainda dá pra reformar, mas não tenho mais coragem de voltar”.

Ele está morando temporariamente com uma sobrinha e vestindo roupas de amigos, já que ficou sem nada. Além de ficar sem casa, o prefeito também não tem mais onde despachar. Junto com secretarias e postos de saúde, a prefeitura da cidade ficou totalmente destruída.

A prefeitura abriu uma conta no Banco do Brasil para recolher doações que ajudem as vítimas da cidade. A agência é 0595-9 e conta corrente é 40.000-9. Quem quiser ajudar, também pode doar roupas, cobertores e alimentos não perecíveis no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) e na Defesa Civil de Salvador (Codesal) - na sede do TJ, no CAB, e na avenida Bonocô, no Fórum Ruy Barbosa, em Nazaré. O TJ já arrecadou, em Salvador, cerca de 2 toneladas de alimentos.

Matéria original Correio 24h: Fonte: http://www.ibahia.com/

Uefs faz campanha para ajudar população de Lajedinho 



 A Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) informou, nesta terça, 10, que realiza até o dia 18 de dezembro a campanha de solidariedade e doação para moradores de Lajedinho, situado na Chapada Diamantina, onde um temporal destruiu a cidade, que deixou 17 mortos, 202 casas em ruínas e 840 pessoas desabrigadas.

A campanha pretende arrecadar itens considerados urgentes para a população, como roupas, água mineral, alimentos não perecíveis e material de higiene pessoal (sabão, sabonete, xampu, escova, creme dental, papel higiênico e absorvente íntimo).

As doações devem ser entregues no hall do prédio da Administração Central da UEFS, em Feira. O material arrecadado será encaminhado para Lajedinho no dia 19 de dezembro. A iniciativa é da administração do campus avançado de Lençóis, na Chapada Diamantina.

Share

Lúcio Soares

Gosto de pesquisar sobre variados assuntos e principalmente aqueles que a grande mídia não divulga. Desde o inicio com o Blog Olho Solitário tenho aprendido muito e sei que na busca da verdade não estamos sozinhos.

O que achou? Comente aqui:

0 comentários:

Aqui você é livre para comentar. Obrigado pela visita!