Documento entregue à CNV mostra pedido do III Exército para espionar Jango e outros brasileiros na Argentina - Olho Solitário
Navigation

Documento entregue à CNV mostra pedido do III Exército para espionar Jango e outros brasileiros na Argentina

Comissão nacional da verdade, ditadura, João vicente Goulart, desaparecidos, exílio

Todos nós brasileiros devemos voltar os olhos para a Comissão Nacional da Verdade pois é uma oportunidade de sabemos algumas verdades e mentiras que escondem de todos nós brasileiros que carecemos de informação sobre a ditadura, Nós apoiamos esta iniciativa.
A Comissão Nacional da Verdade recebeu hoje de João Vicente Goulart, filho do ex-presidente João Goulart, e dos senadores Pedro Simon e Randolfe Rodrigues, documento emitido pelo III Exército, em 20 de maio de 1976, solicitando a cooperação das forças de segurança da Argentina para informar o paradeiro de quase uma centena de brasileiros, entre eles Jango, e dar informações sobre seus deslocamentos naquele país.

No documento, o III Exército, que comanda as tropas do Sul do país e atua na área fronteiriça com a Argentina, Paraguai e Uruguai, informa a lista de "subversivos brasileiros que poderiam encontrar-se na RA (República Argentina), em 24 março de 1976", a data do golpe que derrubou Isabelita Perón, presidente constitucional do país vizinho.

No documento , o Exército solicita a cooperação das Forças de Segurança Argentinas para confirmar a presença dos brasileiros que estão na lista, informar a sua localização atual. Os militares brasileiros pedem ainda que a Argentina informe se entre os radicados pessoas interessadas em sair do país vizinho. Assim como outros brasileiros, Jango pensava em retornar ao país após o golpe na Argentina.

Durante a reunião, a família Goulart, a CNV e o Senado (Randolfe Rodrigues integra a subcomissão de memória, verdade e justiça da casa legislativa e, junto com Pedro Simon foi autor do projeto que anulou a seção do Congresso Nacional, de 2 de abril de 1964 que permitiu a deposição de João Goulart ao afirmar que o presidente estava fora do país quando se encontrava no Rio Grande do Sul) reafirmaram que a investigação sobre a morte de Jango não se restringe somente à prova técnica que poderá resultar da exumação dos restos mortais do ex-presidente.


Além da expectativa pelos exames laboratoriais, queremos continuar e acelerar a investigação do caso João Goulart", afirmou a coordenadora do grupo de trabalho Operação Condor da CNV, Rosa Cardoso, que recebeu os documentos trazidos por João Vicente Goulart.


Além de receber o documento, a CNV tornou públicos hoje um conjunto de documentos e informações já
apuradas sobre a Operação Condor, mostrando o papel da ditadura brasileira na execução do plano. Os documentos estão no site da Comissão, na página do GT Condor.

Randolfe Rodrigues e João Vicente Goulart informaram que estiveram ontem, dia em que o mandato de Goulart foi devolvido simbolicamente pelo Senado (saiba mais aqui) , com o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, a quem pediram apoio para que o Brasil requisite judicialmente o depoimento de Michael Townley, ex-agente chileno-americano condenado pela participação no assassinato de Orlando Letelier e que hoje vive sob proteção do programa de testemunhas dos Estados Unidos. Rosa Cardoso, atendendo pedido da família Goulart, afirmou que também pretende se reunir com Janot em breve.

Share

Lúcio Soares

Gosto de pesquisar sobre variados assuntos e principalmente aqueles que a grande mídia não divulga. Desde o inicio com o Blog Olho Solitário tenho aprendido muito e sei que na busca da verdade não estamos sozinhos.

O que achou? Comente aqui:

0 comentários:

Aqui você é livre para comentar. Obrigado pela visita!