O BRASIL NÃO PODE VOLTAR ATRÁS - Olho Solitário
Navigation

O BRASIL NÃO PODE VOLTAR ATRÁS

Copa 2014, Memória, politica, neo-liberal, rede globo, protestos, corrupção

Quem boa memória tem há de lembrar-se do período em que o ideário neo-liberal engendrado pelo capitalismo internacional liderado pelos Estados Unidos da América, amparado pelo Consenso de Washington, fielmente aplicado no Brasil a partir do governo Collor/Itamar Franco e muito mais contundente e fielmente aplicado nos governos do então presidente Sr. Fernando Henrique Cardoso, de não tão saudosas memórias. 

Pois bem, neste contexto assistimos ao patrimônio público nacional ser entregue de mão beijada para o capitalismo internacional com o apoio da elite nacional: os grandes empresários, os políticos de direita, os intelectuais de direita, da grande imprensa nacional , principalmente o Jornal O Estado de São Paulo, o Jornal Folha de São Paulo, a Revista Veja, a Rede Globo de Televisão, a Rede Bandeirantes de Televisão, dentre outros, mas principalmente estes.

Isso tudo não aconteceu fruto da casualidade como se pode imaginar. Não. Tratou-se de plano diabolicamente arquitetado pelo capitalismo mundial para obter ganhos de capital cada vez maiores, aumentando seu poder de fogo no mundo a partir do surrupiamento do patrimônio público das nações, da precarização da mão de obra, da diminuição do tamanho do Estado, do desemprego em massa da mão de obra empregada, da pauperização da população, e, principalmente, aqui no Brasil, impedir a qualquer custo o crescimento e desenvolvimento de uma "praga" que quase consegue eleger o presidente da república do Brasil nas eleições presidenciais do ano de 1989, o Partido dos Trabalhadores. Isso era inadmissível.

Todo o comando do capitalismo brasileiro foi chamado à capital estadunidense, Washington, para receber orientações e implementar ações e procedimentos contidas num livreto denominado Consenso de Washington, para implementar todas as metas deliberadas mas, principalmente não permitir que o Partido dos Trabalhadores tivesse acesso ao Palácio do Planalto, o que como se comprovou, não aconteceu.

Durante os dois mandatos exercido pelo Sr. Fernando Henrique Cardoso, nós trabalhadores e a população menos favorecida, sofremos terríveis momentos. A pauperização da classe trabalhadora foi terrível, o desemprego campeava com a brutal queima de postos de trabalho aliado à crescente tendência de favelização da população menos favorecida e menos qualificada da sociedade. O caos se estabeleceu e a violência também aumentou como consequência.

O Partido dos Trabalhadores elegeu presidentes da república nas eleições de 2002, 2006 e 2010. Desde o início a burguesia nacional não aceitou este acontecimento mas, permaneceu um tanto quanto na expectativa de uma gestão ruim do PT no seu primeiro mandato, o que não aconteceu.

Muito pelo contrário, afora algumas dificuldades inerentes até pela falta desta prática  a gestão do PT não foi perfeita e nem poderia sê-lo. Mas este não é o cerne da questão. O que chama a atenção é que os representantes da burguesia nacional que governou este país desde que Pedro Álvares Cabral aportou em Cabrália na Bahia, ato contínuo à posse do presidente eleito pelo Partido dos Trabalhadores, passa sistematicamente a cobrar ações ao novo governo que se instala, ações estas que eles não quiseram ver solucionadas desde há quinhentos anos atrás quando governaram esta nação. Para isto sempre contou com todo o apoio e o beneplácito da grande imprensa nacional, principalmente da Rede Globo de Televisão, líder da maior audiência televisiva no país.

E assim vem se comportando toda a grande mídia brasileira, como todos somos sabedores em que mãos essa mídia se encontra, isto é, nas mãos de poderosos grupos políticos e econômicos, anti nacionalistas, antiéticos e corruptos, arquitetados, na sua maioria, pelo não menos corrupto ACM, de lastimável memória, que distribuiu concessões de rádio e televisão a torto e a direito para grupos políticos e econômicos de sua restrita conveniência quando à frente do Ministério das Comunicações no governo Sarney, segundo sabe-se ministro por indicação do Sr. Roberto Marinho, o todo poderoso dono da Rede Globo de Televisão e braço forte da ditadura militar no Brasil.

Em todas as eleições desde 1989, quando prejudicou descaradamente a candidatura do Partido dos Trabalhadores, realizando uma edição do debate realizado pela Rede Globo, mentindo e distorcendo os fatos apresentados favorecendo a candidatura que lhe convinha.

E assim continuou quando arquitetaram o "sequestro" de empresário paulista, imputando o tal "sequestro" a ação de militantes do Partido dos Trabalhadores, configurando-se noutra deslavada mentira; utilizou uma atriz da Rede Globo para mentir, disseminando o medo que ela achava de uma candidatura do Partido dos Trabalhadores, eleita,  causaria; uma bolinha de papel atirada, na zona norte do Rio de Janeiro, por um membro da comitiva do candidato de oposição ao PT que "levou-o" ao hospital. mais uma mentira foi veiculada pela mídia nacional, e, assim por diante, a Rede Globo de Televisão prossegue mentindo, mentindo e sempre mentindo na tentativa de continuar iludindo a opinião pública, imaginando que isso nunca irá acabar. Engana-se. Nada é para sempre. Um dia a casa cai. E isso está perto de acontecer.

No contexto das eleições atuais para presidente da república em 2014 este segmento anti-nacionalista, de entreguistas do Brasil estão a praticar diabruras e atitudes ensandecidas e desesperadas na tentativa de atropelar a todos e a tudo que se interpuser aos seus interesses em vencer as eleições na marra ou no martelo, tanto que pouco estão se importando do papel ridículo que estão a interpretar no chamado "julgamento" do mensalão do PT. Uma farsa deslavada e mentirosa que usam para desgastar o governo petista e prejudicar as ações do Partido dos Trabalhadores nas eleições de outubro próximo, o que não deverá ocorrer, assim esperamos.

Arquitetaram as manifestações durante a realização da Copa das Confederações, a CPI da Petrobrás, o Movimento Não Vai Ter Copa, críticas e mais críticas em editoriais em rádios, jornais e televisões, o "imagine na copa". Agora estão fomentando greves de rodoviários no Rio de Janeiro insuflando uma facção dissidente do Sindicato, a atuação pífia e ridícula da maior instância da magistratura nacional o STF através das acachapantes "baboseiras" praticadas pelo seu presidente e o inconsequente silêncio dos demais membros, assim como de outras instituições como por exemplo a OAB, e por aí vai, na tentativa insana e irresponsável de meter os pés pelas mãos.

Estas e outras ações estão sendo arquitetadas e engendradas por este segmento, hoje cognominado como PIG - Partido da Imprensa Golpista, capitaneado pela Rede Globo de Televisão.

Entretanto, a população brasileira é testemunha das ações sociais e econômicas realizadas pelo Partido dos Trabalhadores nestes quase doze anos de governo que beneficiaram sobremaneira a vida dos cidadãos brasileiros, transformando significativamente a qualidade e a satisfação de todos. Basta tão somente realizar um comparativo do desempenho no âmbito social o período dos governos anteriores aos governos do Partido dos Trabalhadores e o desempenho do período atual e querer enxergar sem paixões ou miopias inconsequentes e claramente poderá deduzir-se que realmente é incomparável as realidades apresentadas.

Não queremos e não podemos voltar atrás.!!!!

Grande Abraço.

Visite o blog da Fonte: http://nexoscomplexos.blogspot.com.br
Share

Lúcio Soares

Gosto de pesquisar sobre variados assuntos e principalmente aqueles que a grande mídia não divulga. Desde o inicio com o Blog Olho Solitário tenho aprendido muito e sei que na busca da verdade não estamos sozinhos.

O que achou? Comente aqui:

0 comentários:

Aqui você é livre para comentar. Obrigado pela visita!