Cratera misteriosa gigante é encontrada na Sibéria - Mais dois buracos misteriosos surgem na Sibéria - Olho Solitário
Navigation

Cratera misteriosa gigante é encontrada na Sibéria - Mais dois buracos misteriosos surgem na Sibéria

buraco, Sibéria, Antipayuta, mistério
Buraco de Antipayuta chama a atenção de moradores locais (Foto: Reprodução)
Pouco mais de dez dias após uma cratera gigantesca ter sido encontrada na Sibéria, na Rússia, outros dois buracos enormes apareceram na mesma região e deixaram cientistas intrigados. Menores do que o original - que tem 80m de diâmetro e 60m de profundidade -, eles possuem estrutura semelhante com o original.

Uma cratera misteriosa que apareceu subitamente na província de Yamal, na Sibéria, está intrigando cientistas do mundo inteiro e as autoridades da Rússia. O buraco tem 80 metros de diâmetro e ainda não se sabe qual sua profundidade.


As causas para a formação do imenso buraco variam de acordo com os especialistas. Há quem diga que a cratera foi criada após a queda de um meteorito. Outros culpam explosões subterrâneas de gases quentes em contato com camadas de gelo, alegando que a rocha aparece queimada em seu interior.


A região de Yamal possui uma das maiores reservas de gás da Rússia e a cratera foi encontrada a 60 km de um grande campo de extração na cidade de Bovanenkovo.  As autoridades enviaram equipes para estudar o buraco.

O primeiro buraco foi encontrado em Atupayuta, no distrito de Taz. Com 15m de diâmetro, ele não teve sua profundidade calculada até o momento. Essa segunda cratera foi sobrevoada por Mikhail Lapsui, representante do parlamento regional. Ela fica a algumas centenas de quilômetros do primeiro buraco.
O que seria isso? Algo com essas proporções não surgem por a caso há uma verdade oculta que gostaríamos de saber.
"Seu diâmetro é de cerca de 15m. Também há terra na parte exterior, como se ela tivesse sido lançada por uma explosão subterrânea. De acordo com os moradores locais, o buraco se formou em 27 de setembro de 2013. Observadores dão várias versões: a primeira diz que inicialmente havia fumaça no local e, em seguida, houve um estouro brilhante. Na segunda versão, um corpo celeste caiu lá", afirma Lapsui.

O outro buraco encontrado fica em Nosol, na região de Krasnoyarsk. Com apenas 4m de diâmetro, ele chama atenção por sua profundidade estimada: entre 60 e 100m. Os moradores da região se dizem assustados com a formação.

"Não parece obra de seres humanos, mas também não lembra uma formação natural", afirmou um morador ao "Siberian Times".


Os cientistas ainda não chegaram ao consenso sobre a formação das crateras, mas a mais aceita é de que os buracos envolvem fuga de gás. Segundo eles, o gelo no solo derrete e bolsões de gás escapam de forma violenta, em reação que nem sempre é acompanhada de fogo ou explosões.

Share

Lúcio Soares

Gosto de pesquisar sobre variados assuntos e principalmente aqueles que a grande mídia não divulga. Desde o inicio com o Blog Olho Solitário tenho aprendido muito e sei que na busca da verdade não estamos sozinhos.

O que achou? Comente aqui:

0 comentários:

Aqui você é livre para comentar. Obrigado pela visita!