Colômbia vira a página com mais de 50 anos de conflito - Olho Solitário
Navigation

Colômbia vira a página com mais de 50 anos de conflito

Colômbia, viva pagina da historia, paz

A Colômbia está pronta para um momento histórico na segunda-feira com a cerimônia de assinatura do acordo de paz entre o governo e as Farc em Cartagena. Cerca de 2500 pessoas foram convidadas a celebrar este momento histórico que terminou mais de 50 anos de guerra com o maior grupo armado no continente.

Com o nosso correspondente especial em Cartagena ,  Véronique Gaymard

O centro da cidade de Cartagena é totalmente vedada, segurança estava no auge. Quinze chefes de estado, e vinte e sete Ministros das Relações Exteriores chegou, entre eles Raul Castro, presidente de Cuba, o país anfitrião das negociações de paz, Michele Bachelet, presidente do Chile, José Mujica, ex-presidente do Uruguai, o próprio mesmo a partir de um movimento guerrilheiro.

E centenas de vítimas do conflito foram convidados para a cerimônia o presidente chama um momento histórico. Ele insiste neste ponto: as vítimas estão no coração desses acordos de paz.

Esta manhã, o presidente Juan Manuel Santos elogiou a militares e policiais por seu apoio ao plano de paz, a igreja San Pedro Claver para uma missa de reconciliação entre os colombianos, para o Secretário de Estado Vaticano Parolin Pietro.

A assinatura está prevista no horário local 17h. O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, vai falar, seguido pelo líder guerrilheiro Rodrigo Londoño FARC alias de Tymoshenko e o presidente Juan Manuel Santos vai fechar o discurso.

O documento de 297 páginas será assinado com uma esferográfica, caneta feita a partir de cartuchos de espingarda, um símbolo da transição da guerra para um mundo da educação para o futuro nas palavras de Juan Manuel Santos.

Share

Lúcio Soares

Gosto de pesquisar sobre variados assuntos e principalmente aqueles que a grande mídia não divulga. Desde o inicio com o Blog Olho Solitário tenho aprendido muito e sei que na busca da verdade não estamos sozinhos.

O que achou? Comente aqui:

0 comentários:

Aqui você é livre para comentar. Obrigado pela visita!